Como saber se tenho direito ao PIS?



O trabalhador brasileiro possui inúmeros benefícios a sua disposição. Um dos que mais despertam interessado da população é o PIS, também conhecido como abono salarial. No entanto, para ter acesso a este benefício é preciso que se encaixe numa série de regras definida pelos órgãos competentes. Então, como saber se tenho direito ao PIS? Leia o artigo abaixo para se informar!

como-saber-se-tenho-direito-ao-pis

PIS 2017

O Programa de Integração Social, mais conhecido pela sigla PIS, é um benefício oferecido pelo Governo Federal aos trabalhadores que exerceram atividade remunerada com carteira de trabalho assinada no último ano. O valor do PIS 2017 é relativo ao valor de um salário mínimo, no caso, R$937,00.

O pagamento do PIS 2017 é definido por meio de um calendário, no qual leva em conta a data de nascimento do beneficiário. Geralmente, o pagamento do PIS inicia-se em meados de julho e se estende até o ano seguinte, no mês de março.

Os pagamentos trabalhadores que fazem aniversário entre Julho e Dezembro recebem o abono salarial pago no mês de nascimento, de acordo com a tabela 2017. Já quem faz aniversário entre janeiro e junho, recebe o abono no ano seguinte, reajustado pelo valor do novo salário mínimo, entre janeiro e março. O prazo final para saque do PIS 2017 é 30 de junho de 2018: que não sacar até essa data perde direito ao benefício.

Como saber se tenho direito ao PIS?

Para poder sacar o PIS é preciso que obedeça à algumas regras definidas pelo Ministério do Planejamento e a Caixa Econômica Federal, órgãos responsáveis pela organização deste benefício. Para saber se tem direito ao PIS, o cidadão deve se encaixar nos quatros requisitos abaixo.

  • O trabalhador necessita ter um cadastro de, no mínimo, 5 anos no PIS. Isto quer dizer que caso vá receber o benefício em 2017, seu cadastro precisa ter feito em ou depois de 2012.
  • No ano-base é preciso ter trabalhado com carteira assinada por, pelo menos, 30 dias consecutivos.
  • O seu rendimento bruto mensal não pode ter ultrapassado o valor de salários mínimos no ano-base. Isto quer dizer que ele não pode ultrapassar o valor de R$1.760,00.
  • A empresa no qual você mantém ou manteve vínculo empregatício precisa ter entregue ao Ministério do Trabalho a Relação Anual de Informações Sociais, também conhecida pela sigla RAIS.

Como consultar o PIS

Caso saiba que tens direito ao PIS, é preciso que realize uma consulta para saber se o benefício já está disponível para saque. Felizmente, esta consulta pode ser realizada inteiramente aí do conforto de sua casa. Para tanto, basta seguir os passos corretamente deste tutorial abaixo:

  1. Acesse a área de consulta ao PIS, da Caixa Econômica Federal, pelo seguinte endereço eletrônico: https://servicossociais.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01.
  2. Ao ser carregada, a página exibirá um formulário de preenchimento de dados. Este formulário pede que digite o número de inscrição social, também conhecido como NIS, e a senha internet. O NIS pode ser consultado nas primeiras folhas de sua carteira de trabalho. Já a senha internet é a senha de acesso aos serviços da Caixa na internet. Caso não tenha, é possível realizar o cadastramento em dentro de poucos minutos no site da CEF.
  3. Ao término do preenchimento desses campos, o usuário deve clicar em ‘ok’. Caso todas as informações estejam corretas, você então poderá realizar a consulta ao PIS.
Avalie este artigo